Força-tarefa contra o mosquito Aedes Aegypti em Iporã do Oeste foi concluída.
Você está em: Câmara de Vereadores de Iporã do Oeste, transparência e credibilidade .: Notícias
  • Força-tarefa contra o mosquito Aedes Aegypti em Iporã do Oeste foi concluída.
  •  

    Na última sexta-feira (18) a Secretaria de Saúde de Iporã do Oeste, em parceria com escolas do município, Corpo de Bombeiros, Grupo Tupã, Câmara de Vereadores e população em geral, realizou a segunda parte da força-tarefa para combate e conscientização contra o mosquito Aedes Aegypti. Os voluntários partiram da Casa Familiar Rural Esperança, e foram divididos em grupos para verificação dos terrenos em busca de possíveis criadouros para o mosquito e também para conversar com a população. Essa segunda etapa verificou o restante do perímetro urbano de Iporã do Oeste que não foi alcançado na primeira ação.

     

    O presidente do legislativo, vereador Sérgio Antônio Suzin e o primeiro secretário, vereador Fernando Ott, participaram da força-tarefa e auxiliaram os grupos na recolha de resíduos recicláveis. Para Suzin, é importante agir contra o aumento de focos do mosquito e conscientizar a população sobre o alto risco que o município se encontra. Fernando salienta a importância da verificação semanal nas residências e afirma que é dever de todos trabalhar para prevenção de doenças como a Dengue, Zika e Chikungynia.

     

    A força-tarefa realizada em duas etapas, a primeira no dia 27 de abril e segunda no 18 de maio, verificou todo perímetro urbano de Iporã do Oeste e os voluntários recolheram cerca de 150 sacas de resíduos recicláveis, 45 pneus e registraram diversas situações que foram encaminhadas ao setor de endemias da Secretaria de Saúde Municipal para providências. Mariane Thessing, auxiliar de coordenação da vigilância epidemiológica, informou que após a primeira ação já foi possível perceber a diminuição de larvas do mosquito no perímetro verificado e conclama à população para todos continuarem esse trabalho de prevenção em suas residências.

     

     

    Iporã do Oeste registra até o momento cerca de 77 focos do mosquito Aedes Aegypti, o que representa alto risco. A vigilância epidemiológica, situada juntamente ao Centro Municipal de Saúde, está à disposição da comunidade pelo número (49) 3634-1360.